Estudar um distúrbio de sono específico para melhor compreender a doença de Parkinson

Durante a segunda fase do programa de investigação NCER-PD, os cientistas estão a focar-se nos factores de risco associados com o desenvolvimento da doença de Parkinson. Para esse fim, convidam um novo grupo de participantes compostos de pessoas afectadas por um distúrbio de sono específico a participar num estudo científico.

“Distúrbio de comportamento do sono REM”, ou RBD (do inglês “Rapid eye movement sleep behaviour disorder”), envolve comportamentos anormais durante uma das fases do ciclo do sono. Enquanto dormem, as pessoas que tem este distúrbio agem de acordo com os seus sonhos, falando, gritando e mexendo-se, por vezes tão violentamente que o(a) seu/sua parceiro(a) se apercebe.

Uma percentagem significativa de pessoas com RBD (mas não todas) desenvolvem uma doença neurodegenerativa, tal como doença de Parkinson, mais tarde na sua vida. Por esta razão, os investigadores esperam que seguindo de perto um grupo de participantes com este distúrbio de sono lhes permitirá recolher conhecimento adicional sobre os sinais precoces da doença e a sua evolução. O seu objectivo é o de melhor compreender os factores de risco que desempenham um papel na transição de RBD para o início da doença de Parkinson.

Porquê participar neste estudo?

As consultas regulares de seguimento que fazem parte do estudo serão benéficas para os participantes com RBD. Estas irão ajudar a monitorizar os seus sintomas e poderão levar a melhores tratamentos e melhor qualidade de sono.

Além destas vantagens, este novo estudo focado num novo grupo de voluntários resultará em nova informação sobre o pródromo da doença de Parkinson. Este irá contribuir para o desenvolvimento de novas ferramentas diagnósticas e pavimentar o caminho para futuros tratamentos neuroprotectores.